quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Fórum dos Afro-religiosos do Estado do Pará, convocação - data de reunião: 24/02, 17h no Mansu Nangetu.


A reunião é no Mansu Nangetu. Tv. Pirajá 1194, na quinta-feira dia 24 de fevereiro, com inicio as 17h. informações pelo fone 32267599 (Nangetu) e 3248-5828 (Edson Catendê). 

Convocamos as lideranças e membros de comunidades tradicionais de terreiros do Estado do Pará a se fazerem presente na reunião do Fórum dos Afro-religiosos do Estado do Pará para discutir e programar as comemorações do dia 18 de março do ano de 2011 para a zona metropolitana de Belém e outras zonas administrativas do Pará.
Lembramos que manter viva a memória de Mãe Doca depende única e exclusivamente de cada um de nós.

Pauta:
- organização da programação do dia 18 de março de 2011;
- unificação das programações isoladas;
- o que ocorrer.

Marco legal
1. Lei Municipal nº 8272, de 14 de outubro de 2003; e
2. Lei Estadual nº 6.639, de 14 de abril de 2004.

APRESENTAÇÃO

O dia 18 de março registra a memória da luta de Mãe Doca pelo direito de realizar uma cerimônia religiosa de matriz afro-ameríndia na cidade de Belém. Foi nesta data, no inicio do século passado que Mãe Doca enfrentou as ameaças policiais de repressão à cerimônias afro-religiosas em Belém do Pará, e ela, mesmo correndo o risco de prisão, fez rufar seus tambores em louvor aos Deuses africanos e indígenas por ela cultuados.
Por desobedecer a ordens intolerantes e preconceituosas, Mãe Doca acaba por receber voz de prisão dos que detinham o poder de policia naquela época. Sua insistência em praticar abertamente os ritos de Deuses das religiões de matrizes culturais africanas e indígenas é um marco importante na longa historia de resistência contra a intolerância e os preconceitos sofridos pelos praticantes das religiões Afro-amazônicas no Estado do Pará - e talvez no Brasil, e para a preservação das diversas cosmologias e dos conhecimentos tradicionais de povos minoritários, aos quais por muito tempo os governantes negaram princípios básicos dos direitos humanos e acesso à bens e serviços.
Por esse motivo o dia 18 de março foi instituído como o DIA MUNICIPAL E ESTADUAL DA UMBANDA E DOS CULTOS AFRO-RELIGIOSOS DE BELEM E DO ESTADO DO PARÁ, demarcando um campo dede organização e luta do segmento afro-religioso pelo Direito à livre expressão, contra a intolerância religiosa e pelo direito à cidadania. conquistas no processo.
Esta data é a memória viva dessa história de luta de preservação cultural e religiosa do nosso povo, solidificada por exemplos como o de Mãe Doca, que mesmo enfrentando a repressão de aparatos policiais e perseguições, nunca abriu mão de realizar cerimônias religiosas em culto às suas divindades; nunca abriu mão de sua fé.


2 comentários:

NADA ME INTERESSA! disse...

Parabéns a todos aqueles que lutam por esta causa tão digna. Todos somos parte dessa história e cultura. Salve, salve Mãe Doca!
Mary Anne

Turismo Étnico disse...

Gostaria de solicitar o apoio de todos na divulgação do evento de lançamento do Programa de Turismo Empresárial Afro Brasileiro Sustentável e do Curso Técnico de Cabelos Afros e Desing de Tranças o primeiro oficial após a inclusão das artesãs capilares e cabeleireiros afros na Classificação Brasileira de Ocupação do Ministério do Trabalho e Emprego, que será realizado na Feira Look Hair que acontece de 11 á 13 de Junho na cidade de Belém do Pará.

www.lookhair.com.br



Dentre as nossas atrações estaremos apresentando um supoer show artistico de beleza negra denominado " Etnic Hair Beauty ", e um workshop técnico de Produção de Cabelos e design de tranças estilizadas.



Além disto vamos estar apresentando o Proposta de Turismo Étnico Afro Brasileiro da cidade de Belém do Pará, idealizada pela Associação Nacional do Turismo Afro Brasileiro - ANTAB.



Gostariamos de contar com a presença de todos em nosso estande, que estará aberto e a disposição de todos que lutam pelo reconheciemnto e pela valorização do empreendedorismo, da cultura e do turismo como fonte de geração de emprego e renda.



* Em anexo foto de Eliana da Silva - Embaixadora do Turismo Étnico Afro Brasileiro no Brasil



Atenciosamente,





Francisco Henrique Silvino

Presidente da ANTAB

(11) 7393-1577

www.antab.com.br