domingo, 13 de junho de 2010

Como sempre o Mansu Nangetu faz Santo Onofre movimentar o Marco da Légua.

A edição 2010 da tradicional festividade de Sto. Onofre do Mansu Nangetu contou com a importante colaboração de Mametu Kátia Hadad, sacerdotiza de tradições de Angola que comandou a ladainha popular para os Santos do dia.

Mametu Kátia Hadad comandou a ladainha.

Durante toda a tarde do sábado a equipe do Projeto Azuelar montou sistema sonoro na porta do Terreiro e realizou um programa experimental de rádio nos moldes da proposta de "Rádio Janela" que a rede [aparelho]-: desenvolve. A rádio teve apresentação ao vivo de músicas de Felipe Maranhão e Nego Banjo, e de entervistas e depoimentos de membros da Comunidade e convidados.

Equipe do Projeto Azuelar movimentou a comunidade


O Cineclube Nangetu, que também é parte do Projeto Azuelar e faz parte do Programa Cine Mais Cultura em parceria com a SECULT/PA e MinC, exibiu o documentário Ver-o-peso, de Gavin Andrews, o que proporcionou um debate importante sobre as culturas negras na maior feira livre da América Latina.

Kota Mazakalange apresentou o filme Ver-o-peso no projeto de Cineclube


As atrações culturais continuaram com a Irmandade dos Rosário, que presenteou a todos com a apresentação da quadrilha junina que trás as crianças como atração principal e no formato tradicional dos folguedos familiares originários dos Campos de Bragança.




Alegria é marca da Irmandade dos Rosário

E do Boi Caprichoso foi outra atração da festa e, em cordão e exuberância de figurinos, trouxe para a rua as estórias do teatro que o povo sabe fazer.

Boi Caprichoso do Mestre Alarindo.

A festividade aproxima a vizinhança da cultura do Mansu Nangetu e em muito contribui para diminuir o preconceito com as Comunidades tradicionais de Terreiro, e agradecemos a presença de artistas como Isabela do Lago, e de sacerdotes como Tatetu Manoel da Jóia, Mametu Lidina, Mãe Solange. Pai Alfredo, Pai Tayandô, Pai Charles, Pai Rodolfo de Xangô e tantas outros religiosos que nos prestigiaram com sua presença.
Em 2010 a Festividade de Santo Onofre contou com o apoio da SEDUC/PA que emprestou um micro-ônibus para o transporte para os grupos de folguedos populares, e agradecemos de público o secretário Luíz Carlos Cavalcante, e o empenho de Diogenes Brandão para que o apoio se efetivasse.













Fonte: Projeto Azuelar.
Texto: Táta Kinamboji
Fotos: Táta Kinamboji, Alex Leovan, Robson Martins, Daniel Miranda e outros.
mais fotos no link http://picasaweb.google.com.br/nangetu.projetos/StoOnofre2010#

O Cineclube e a Rádio Janela contam com a parceria da rede [aparelho]-: e da Idade Mídia.

4 comentários:

Kate Wasques disse...

Aueto! Mas uma missão cumprida, de nosso Mansú.

Etetuba disse...

Poisé, cultura de terreiros...

arlene de katende disse...

Nossa cultura e maravilhosa! Pessoas,como vocês do Instituto Nangetu com açoes como essa torna a nossa luta cada vez mais,forte e reconhecida.Devemos ocupar o nosso espaço com trabalhos de qualidade. Parabéns! Mukuiu ia Nzambe!

Etetuba disse...

Obrigado pelo incentivo, mãe.